FORMAÇÃO DE PREÇO DE PRODUTO IMPORTADO

Recentemente falando sobre a escolha de férias no exterior ou no Brasil, comentamos sobre a perda da “bolsa Miami” que era a cotação do US$ por volta dos R$ 2,00 e hoje perto dos 3,15 tem obrigado muita gente a repensar a programação.


Como um excelente exemplo para demonstrar o impacto dos tributos aduaneiros sobre os preços dos importados vamos relembrar quando a Sony lançou o play station custando US$ 400,00 nos EUA, ao câmbio da época ( 2,20 x Dólar ) aproximadamente R$ 880,00. No Brasil por R$ 4.000,00.


Muitos concluíram que seria melhor pegar um avião para Miami, comprar o produto passear um pouco por lá e assim gastaria menos que comprando o mesmo produto no Brasil.


Essa diferença hoje pode ter diminuído devido o aumento na cotação da moeda americana. Eu disse pode, porque temos que levar em consideração que de lá prá cá os tributos sobre o produto nacional também tiveram forte aumento.


Se você quiser conhecer mais detalhadamente sobre o assunto, ao final colocaremos alguns sites para consulta.


É recomendável, antes de começar a gastar na sua compra, consultar um profissional da área para conferir se todos os custos de nacionalização estão sendo considerados. A infinidade de siglas que compõe a “sopa de letrinhas” do comércio exterior, como Ex Works, Fob ou CIF, é um terreno pantanoso onde o leigo dificilmente deixará de cair em muitas das armadilhas e em todas elas poderá sofrer fortes perdas.


Tais diferenças, explicam-se em parte, pela tributação e também pelo chamado “custo Brasil”.

Estas diferenças são gritantes mesmo se comparando preços do Brasil com os dos EUA cujos trabalhadores são remunerados para terem condições de levarem uma vida decente e confortável.


Olhando no aspecto geral, podemos ainda acreditar que em muitos casos as compras no exterior ainda irão compensar os gastos com a viagem e com as férias no exterior.

Se você quiser entender mais detalhadamente, deixo para o final pois a matéria abaixo pode ser muito árida e técnica para muitos.

Com razão...


Vamos procurar passar aos mais corajosos que pretendam aprofundar-se no assunto, uma ideia bem básica do mecanismo de tributação para que decida se vale a pena ou não fazer compras no exterior ou mesmo importar algum produto.

Com uma boa dose de paciência, você conseguirá ter uma boa noção do custo do produto importado. Esta noção servirá basicamente para você avaliar se deve prosseguir ou não com os seus planos.


“Exercícios”: Preço do Play Station, se você quiser conhecer ou rever os cálculos apresentados pela Sony.

Para calcular impostos, como primeiro passo, sugerimos entrar no site abaixo:

Receita Federal - Simulador de Importação


Para fazer a simulação é pedido o código fiscal da mercadoria, que tem vários nomes, NCM, TAB, TIPI, com um pouco de paciência, poderá encontra-lo no site da Receita:

Receita Federal - Tabela NCM


O que é NCM?

NCM significa "Nomenclatura Comum do Mercosul" e trata-se de um código de oito dígitos estabelecido pelo Governo Brasileiro para identificar a natureza das mercadorias e facilitar a coleta e análise das estatísticas do comércio exterior.


Qualquer mercadoria, importada ou comprada no Brasil, deve ter um código NCM na sua documentação legal (nota fiscal, livros legais, etc.), cujo objetivo é classificar os itens de acordo com regulamentos do Mercosul.

ARTIGO EM DESTAQUE